Riscos em cronogramas: como você avalia os riscos da obra?

Imagine uma situação: tudo certo dentro do seu cronograma para iniciar a fase de escavações no canteiro de obras, e o fornecedor não entrega o equipamento necessário.

Se esse risco não foi considerado e nenhuma ação prevista no cronograma, qual o efeito que ele vai causar no empreendimento? Esse cronograma pode ser considerado realista?

Em um cronograma realista, além dos fatores de duração das atividades e atribuição de recursos, é essencial que se faça a consideração dos riscos relacionados às atividades do projeto, descrevendo de forma correta cada possível risco.  A clara descrição de um risco permite uma avaliação mais precisa e uma resposta mais adequada para o risco.

Uma prática a ser considerada é a separação da descrição precisa do risco com relação à sua causa e ao seu efeito. Observe alguns exemplos na tabela:

Então podemos considerar:

Descrição do risco

  1. A descrição do risco deve estar relacionada a um objetivo do projeto, seja prazo, custo ou outro objetivo.

Veja o exemplo da tabela:

  • Os dois primeiros riscos estão relacionados ao prazo de conclusão do projeto.
  • – O terceiro está relacionado ao prazo de montagem dos equipamentos
  • – Os dois últimos estão relacionados aos custos do projeto
  1. A descrição do risco pode se repetir quando a causa e/ou os efeitos são diferentes, conforme os dois primeiros itens da coluna Riscos a tabela.

Descrição da causa (origem)

  1. A causa (origem) do risco deve ser única para cada risco identificado. Isso possibilita a descrição clara e compreensível dos efeitos do risco no projeto.
  2. A causa (origem) pode se repetir, pois uma mesma causa pode originar vários riscos e os efeitos produzidos por eles.

Descrição dos efeitos

  1. Os efeitos podem ser repetidos de acordo com a descrição do risco.

Portanto, uma descrição completa do risco deve conter a causa, o risco e o efeito do risco. Tomando o primeiro exemplo de risco da tabela, poderíamos ter a seguinte descrição completa:

“Devido ao atraso na entrega do equipamento pelo fornecedor, existe o risco de atraso na conclusão do projeto, resultando na aplicação de multa pelo cliente, redução do lucro previsto do projeto e a insatisfação do cliente.

Lembre-se que a probabilidade (chance do risco acontecer) e o impacto (grau do efeito do risco) não são quantificados no momento da identificação e descrição do risco. Isso é realizado na análise qualitativa do risco. Mas isso é assunto para outro dia.

Quer saber como desenvolver o cronograma da obra com o MS-Project?

Conheça nosso curso Planejamento e Controle de Obras com o MS-Project: Videoaula | e-book e livro impresso

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.