Um MS-Project para a construção civil. Seria possível?

project para construcao

Caros colegas:

Todos nós sabemos que a indústria da construção civil se desenvolve em todos os países e é uma das maiores indústrias existentes! É um grande mercado que tem na gestão de projetos uma atividade essencial para os bons resultados das construtoras.  

Venho ministrando cursos de gestão com o MS-Project há mais de 20 anos, desde a versão 2000, principalmente Planejamento e Controle de Obras com o MS-Project. Nesses cursos, muitas vezes ouvi indagações dos participantes do tipo “por quê o Project não faz isso automaticamente ou não faz aquilo?”

São perguntas bem pertinentes, cujas adaptações viriam facilitar o uso do Project nos projetos de construção. Já pensei em várias funções que seriam muito benéficas para nossa área. Vejam algumas funcionalidades que um “Project específico para construção” poderia ter:

1 – Permitir atribuição de recursos às tarefas diretamente das composições de serviços do Excel ou do próprio Project.

Vejam um exemplo: no Project, os recursos são atribuídos tarefa por tarefa. Como todos sabemos, em projetos de construção as tarefas sempre têm vários recursos a serem atribuídos. Claro que a função copiar e colar ajuda, mas imaginem atribuir recursos para um edifício de 20 andares, onde podemos ter 10.000 tarefas ou mais…

A empresa Noventa Informática (de Belo Horizonte) criou um add-in no Project que permite importar a composição do software de orçamento Compor, e, com base na informação de quantidade de serviço da tarefa, pode-se atribuir os recursos totais a cada tarefa. Se o Project tivesse esse recurso não seria bem mais simples?

2 – Permitir gerenciar eventos de pagamentos de insumos, que, de forma geral, não coincidem com as datas de realização de cada tarefa. Sem isso, não é possível aplicar a análise do valor agregado.

3 – Permitir gerenciar de forma prática as despesas indiretas do projeto.

4 – Possuir relatórios e gráficos voltados para a construção civil.

5 – Permitir traçar a curva “S” de avanço físico sobre o próprio cronograma (como se faz no software Milestones).

6 – Permitir criar a EAP em formato de árvore hierárquica (como se faz no software WBS Schedule Pro).

7 – Permitir a emissão de folha de apropriação das tarefas para utilização pelo pessoal de campo. E outras funcionalidades.

Tive a intenção de criar um grupo de discussão para captar novas necessidades e sugestões de novas funcionalidades.

Mas, antes de criar o grupo resolvi, em 2018, contatar a Microsoft-EUA através de e-mail enviado para alto funcionário da empresa. Eis que o funcionário respondeu: “Nos últimos tempos, tenho visto um interesse forte da Microsoft em manter uma ferramenta a mais genérica possível para atender a massa de usuários existente”.

Isso, para mim, Rosaldo Nocêra, equivale a dizer “cada vez mais atender menos os usuários do Project”!

Mas, de qualquer forma, essa pessoa sugeriu que eu encaminhasse e-mail para um profissional da área do Project na Microsoft Brasil. Essa pessoa também informou que a Microsoft não tem interesse em desenvolver versões para determinados segmentos, como o da construção civil. Citou que, no Brasil, tem empresas que desenvolvem soluções em conjunto com algumas grandes construtoras – que não vem ao caso citar o nome delas.

Consultei o site dessas empresas desenvolvedoras de soluções e constatei que são soluções direcionadas para os seus clientes em particular e não para o público em geral!

Bom, pessoal, tentei levar esse projeto em frente, pensando que, um dia talvez, tivéssemos um MS-Project que atendesse melhor os profissionais da construção civil… mas, não deu!

Mesmo assim, continuo acreditando que o Project é um excelente software de gestão de projetos. Por isso, em meus livros e cursos me preocupo em ensinar como os profissionais da construção civil devem utilizar os recursos do Project em seus projetos, considerando as especificidades da área, aproveitando o potencial da ferramenta para a gestão de obras.

 Abraços,

Rosaldo de Jesus Nocêra

Leave A Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.